Cataratas do Iguaçu - Lado Argentino

Puerto Iguazú

O Trem Ecológico da Selva foi desenhado e construído para o deslocamento dos turistas na “Área Cataratas do Parque Nacional Iguazú”.

Impulsionado a Gás de Petróleo Líquido (GPL), que não contamina o meio ambiente nem deixa resíduos sólidos porque tem uma combustão limpa. Se move a não mais que 18 Quilômetros por hora, com um impacto sonoro muito baixo.
Desenhado exclusivamente para o Parque Nacional Iguazú pela empresa inglesa Alan Keef Limited (Especialista em trens de passeio para outros parques da Ásia e Europa), se adapta às características especiais do clima, da frondosa natureza que o rodeia e do espaço de preservação no qual se desempenha.

Cataratas Argentinas Informaes 3

O trem é aberto para que seus 250 passageiros estejam em contato direto com o meio ambiente e vivam a experiência de um passeio que o introduz na selva e os faça perceber seus sons, seus aromas e sua umidade.

Tem seu ponto de partida na Estação Central, próxima de todas as áreas de serviço e lojas, na qual se encontra o acesso ao “Caminho Macuco”. Daí saem trens a cada 15 ou vinte minutos, dependendo da demanda.
A estação intermediária é a Cataratas, da qual se tem acesso aos circuitos Superior e Inferior e à travessia da Ilha San Martín.

Cataratas Argentinas Informaes

Finaliza seu percurso na estação Garganta do Diabo, onde começa a passarela de 1100 metros de comprimento que atravessa o rio Iguazú Superior para finalizar na varanda da qual se contempla este maravilhoso salto.

Circuito Superior
Começa a cinquenta metros da Estação Cataratas do Trem da Selva, em um percurso que permite uma vista panorâmica do conjunto de cachoeiras, que começa com a “Cachoeira Duas Irmãs” e termina no mirante da cachoeira Mbiguá, passado pelas cachoeiras “Chico”, “Ramírez”, “Bossetti”, “Adão e Eva” e “Guardaparque Bernabé Méndez”.

Se caracteriza por ter um caminho de passarelas disposto acima do borde das quedas d’água, o qual permite uma vista vertical na altura das quedas, que são verdadeiramente eletrizantes.

A trilha não possui escadas e dispões de lugares de descanso que convertem o passeio em uma fonte de energia e relaxamento ao contato com a água. O tempo estimado de passeio é de 1 hora e quinze minutos.

 Cataratas Argentinas Informaes 2

Circuito Inferior
As passarelas entram pela frondosidade da selva para nos levar ao contato direto com os saltos Duas Irmãs, Chico e Ramirez, para terminar este primeiro trecho do Circuito com uma passarela que nos coloca ao pé da enorme muralha de água que é a queda do Salto Bosseti.

Ao sair deste salto, se encontra a 20 metros o acesso ao píer de onde se atravessa em barco à ilha San Martín. Continuando pelo caminho, vamos beirando o braço do Rio Iguaçu que nos separa da ilha, enquanto podemos contemplar suas praias e penhascos. Finalizamos este segundo trecho do Circuito Inferior, chegando à varanda mirante que está no encontro deste braço do rio com o desfiladeiro do Iguaçú, ao fundo do qual se pode ver, imponente, a Garganta do Diabo com sua típica nevoa. Até aqui, todos os lugares transitados tem 100% de acessibilidade.

O terceiro e último trecho do Circuito, que nos permite regressar à Praça Duas Irmãs, possui escadas, e nos leva à beira do Iguazú Inferior para deleitar-nos com as quedas rochosas dos Saltos Alvar Núñes, Elenita e Lanusse.

Acesso sem escadas até o salto Bosseti e a varanda mirante do desfiladeiro Iguazú. O tempo estimado de passeio é de 1 hora e 50 minutos.


Garganta do Diabo
O percurso habilitado para chegar até a varanda mirante da majestosa Garganta do Diabo permite ao visitante se aproximar a poucos metros da queda mais importante e volumosa entre as 275 que integram o sistemas das Cataratas do Iguazú, cuja imagem já percorreu o mundo inteiro, similar a um gigantesco funil que engole o planeta.

O Itinerário começa a 1100 metros antes da queda monumental, quando se desembarca do Trem Ecológico da Selva na Estação Garganta do Diabo, desenhada com o propósito de gerar o mínimo de impacto ambiental possível.

Aí se começa a disfrutar o entorno que oferece o rio e suas pequenas ilhas de selva, refúgio de inumeráveis e pitorescas gralhas de azuis intensos.

A passarela que conduz à varanda mirante que está em frente ao salto tem pouco mais de um quilômetro de comprimento, está apta para um transporte seguro e tranquilo, seja caminhando ou com cadeira de rodas, devido à ausência de obstáculos e ao sua forma absolutamente plana.

O fim do percurso, na varanda, nos proporciona um momento mágico e único, contemplando uma enorme muralha de água com mais de 80 metros de altura, localizada na fronteira entre a República Argentina e a Irmã Republica do Brasil.

O tempo estimado para fazer todos os circuitos nas Cataratas Argentinas é de 5 horas. Programe um dia inteiro para conhecer essa maravilha da natureza pelo lado argentino.ANV Travel

Para saber mais sobre o atrativo, você pode entrar em contato pelo chat ou pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. 
Esse passeio pode estrar incluso em um dos nossos pacotes!

Passeios que você vai adorar